Search
Tuesday 18 June 2024
  • :
  • :

I Encontro Bíblico – Síntese

Paróquia Maria Serva do Senhor – 22 anos

Setembro: Mês da Bíblia

Síntese: 1º. Encontro – A Terra é um Dom de Deus Js 21,43-45 e 23,14-16

Terra – temática principal do livro de Josué

1ª. parte narra a sua conquista (Js 1-12) e 2ª. parte descreve a delimitação territorial das tribos.

A terra em Josué não é vista como um objeto a ser possuído, nem que a conquista se deu pela capacidade estratégica de Josué, ou pela força militar de seu exército, como as guerras expansionistas promovidas por outras nações. A terra é dádiva de Deus dada como herança, porque Deus é fiel às promessas feitas aos patriarcas (Abraão, Isaac e Jacó) e matriarcas (Sara, Rebeca e Raquel).

Texto Js 21,43-45 – na redistribuição dos territórios para as várias tribos, Josué afirma que não foi pela espada ou pela força que o povo conquistou a terra, mas que foi doada pelo Deus de Israel, em fidelidade a Aliança feita com o povo.

Quando esses textos foram escritos, o povo já tinha passado pelos dois exílios (assírio e babilônico) e experimentado a perda da Terra Prometida, por causa da infidelidade de seus líderes.

Esse livro oferece um programa para uma nova vida na terra, pois se a desobediência teve como efeito a perda, a fidelidade fará tê-la novamente como um presente de Deus.

O livro de Josué fez uma releitura do passado, recordando a fidelidade de Deus às suas promessas, a fim de conduzir o povo a tomar consciência de que a terra é um dom e que a grande tentação é se esquecer disso e ser infiel (Js23,11-13). A Terra como dom é enfatizada na 1ª. parte do livro, quando são narradas as inúmeras vitórias dos israelitas contra os reis cananeus( Js 2-10) e a conquista de toda a Terra Prometida ( Js 1-12).

Não há dados históricos que fundamentam esses relatos, visto que a finalidade é teológica e não narrar fatos reais. A 2ª. Parte também fala de Terra (Js 13-21) ao apresentar limites territoriais de cada tribo, sendo distribuídos por sorteio em alguns momentos e em outros de forma planejada.

No discurso final de Josué e na organização da confederação das tribos, não basta ter terra, mas é importante manter por meio da fidelidade à Aliança com Deus. As relações devem ser fundamentadas no amor, na justiça, na igualdade, na fraternidade e na solidariedade para com o sofrimento do irmão(ã).

O primeiro texto prova que a vitória total sobre todos os inimigos e o dom da terra são expressões do cumprimento das promessas divinas. O segundo afirma que essa Terra somente será mantida nas mãos de Israel se todos permanecerem fiéis a Deus.

Papa Francisco nos recorda na encíclica Laudato si: “hoje crentes e não crentes estão de acordo que a terra é, essencialmente, uma herança comum cujos frutos devem beneficiar a todos”. O papa também recorda o que escrevia João Paulo II: “Deus deu a terra a todo o gênero humano, para que ela sustente todos os seus membros, sem excluir nem privilegiar ninguém”.

* Texto em colaboração Maria Ilda de Mendonça *

Subsídio Serviço Animação Bíblia – SAB – Mês da Bíblia 2022 – Livro de Josué.

Foto: Luciana/ membro Pascom

Publicação: Pascom/Pastoral da Comunicação




Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *