Search
Wednesday 14 April 2021
  • :
  • :
Última Atualização

Quaresma: Tempo de Graça e Conversão

Na era Cristã a “Quaresma marcou para os cristãos um tempo de graça, oração, penitência e jejum, afim de obter a conversão”.

Nos quarenta dias que precedem a Semana Santa, a igreja nos prepara para uma longa caminhada que nos remete a nos preparemos para a maior de todas as solenidades litúrgicas do ano, A PÁSCOA DO SENHOR. A grande celebração da Ressurreição de Jesus, a vitória Dele e nossa sobre o PECADO e a miséria humana, nos convida a uma profunda CONVERSÃO…pois,  não tendo pecado,  Jesus se tornou pecador para redimir toda a humanidade! Ele desceu a mansão dos Mortos para resgatar nos primeiro pais no paraíso ADÃO E EVA, e os livrou da CONDENAÇÃO e da MORTE!

A Carta apostólica do Papa Paulo VI, aprova as  Normas Universais do Ano  Litúrgico e o novo Calendário Romano geral, diz, no n. 28: “O tempo da Quaresma vai de Quarta-feira de Cinzas até a Missa  da Ceia do Senhor (Quinta-feira santa, à tarde), inclusive”.A celebração litúrgica não é ‘mera’ lembrança do passado, de uma história,de algo que aconteceu com Jesus o CRISTO,   mas  Jesus  se FAZ PRESENTE neste memorial.  O Catecismo da Igreja católica nos diz que: “Pela liturgia, Cristo, Nosso Redentor e Sumo Sacerdote, continua em sua Igreja, com ela e por ela, a obra de nossa redenção.” (§1069). Isto é, Ele continua a nos salvar, especialmente pelos Sacramentos, e faz tornar presente a nossa redenção pelo mistério celebrado e vivido dentro e fora das comunidades…

                A Igreja recomenda sobretudo que vivamos aquilo que ela chama de “remédios contra o pecado” (O JEJUM, A ESMOLA E A ORAÇÃO), que Jesus recomendou no Sermão da Montanha (Mt 6, 1-8) e que a Igreja nos coloca diante dos olhos logo na Quarta-feira de Cinzas, na abertura da QUARESMA. São Paulo insistia: “Em nome de Cristo vos rogamos: reconciliai-vos com Deus!” (2 Cor 5, 20); “exortamo-vos a que não recebais a graça de Deus em vão. Pois ele diz: Eu te ouvi no tempo favorável e te ajudei no dia da salvação (Is 49,8). Agora é o tempo favorável, agora é o dia da salvação.” (2 Cor 6, 1-2). Meus irmãos e irmãs, este é o tempo… “Tempo favorável” para deixar o pecado e voltar para Deus. O tempo quaresmal, não é um tempo de sofrimento ou privar de algo que nos agrada, mas ser um meio de purificar alma e coração… De gestos fraternos, de reconciliação, de buscar a verdadeira paz e harmonia com os irmãos…A melhor Penitência, sem dúvida, é a do Sacramento da reconciliação! Jesus instituiu a confissão em sua primeira aparição aos discípulos, no mesmo domingo da Ressurreição (Jo 20,22) dizendo-lhes: “a quem vocês perdoarem os pecados, os pecados estarão perdoados”. Não há graça maior do que ser perdoado por Deus, estar livre das misérias da alma e estar em paz com a consciência isto é ressurreição VIDA NOVA. Na Quaresma devemos aproveitar ao máximo para fazermos uma renovação espiritual procure um tempo para oração; assim como Jesus foi ao deserto;procure silenciar-se, busque vencer as tentações que te leva a morte que destrói o homem por inteiro!

Na Quarta-Feira de Cinzas, a igreja nos convoca a reconhecer nossas fraquezas e numa celebração penitencial, onde o sacerdote coloca um  pouquinho de cinzas sobre a cabeça dos fiéis, que nos faz lembrar,  que um dia a vida termina neste mundo, “voltamos ao pó” como disse Deus a  Adão: “És pó, e ao pó tu hás de tornar.” (Gn 2, 19).  Aproveite esse tempo para estar em Deus! Talvez se perguntando: O que tenho feito de bom ou mal? Os meus gestos e ações agrada a Deus? Estou em paz comigo mesmo? O que devo mudar em minha vida? Vejo ou outro como meu irmão? Etc… Talvez você já tem algum propósito para esta quaresma! Não beber, não fumar, não comer carne, não comer doce etc… mas chega no ultimo dia tudo volta como era…  Mas digo, que a melhor penitencia será MUDANÇA DE VIDA de atitudes não só duram nos quarenta dias… Pense nisto!

Neste tempo também a Igreja lança uma campanha da Fraternidade em todo território nacional, que neste ano de 2018 tem como tema: FRATENIDADE E SUPERAÇÃO DA VIOLÊNCIA e lema: “Em Cristo somos todos irmãos” (Mt 23,8). Onde trabalharemos a dimensão do método VER, JUGAR E AGIR, proposto pela CNBB (Conferência Nacional dos Bispo do Brasil) para conscientização e ações em defesa da vida que muito atinge  a sociedade do mundial! Vamos buscar meios, propostas e atitudes que podemsuperar  a violência e morte de tantos irmão e irmãs. As Arquidioceses e dioceses brasileirasproporcionarão subsídios para aprofundarmos a questão, adquira na sua comunidade paroquial. Segue a oração da Campanha da Fraternidade de 2018.

Reza comigo

Deus e Pai, nós vos louvamos pelo vosso infinito amor e vos agradecemos por ter enviado Jesus,o Filho amado, nosso irmão.

Ele veio trazer paz e fraternidade à terra  e, cheio de ternura e compaixão, sempre viveu relações repletas de perdão e misericórdia.

Derrama sobre nós o Espírito Santo, para que, com o coração convertido, acolhamos o projeto de Jesus e sejamos construtores de uma sociedade justa e sem violência, para que, no mundo inteiro, cresçam vosso Reino de liberdade, verdade e de paz. Amém! (Pai Nosso e Ave Maria)

 

Padre Gleición Adriano da Silva 




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *