Search
Tuesday 19 October 2021
  • :
  • :
Última Atualização

Jesus Nazareno, o Rei dos Judeus

 

O letreiro da Cruz de Jesus indica a causa da sua condenação escrito nas línguas de circulação universal, hebraico, latim e grego: “JESUS NAZARENO, O REI DOS JUDEUS” (Jo 19,19). Aquilo que parecia sarcasmo tornou-se semente da divulgação de sua realeza e a Cruz seu trono, símbolo do profundo amor de Deus na redenção humana. Jesus é o REI e junto, “Stabat Mater Dolorosa” que espontaneamente doam suas vidas. É a nova Escritura compreensível por todos: “Pai perdoa-lhes porque não sabem o que fazem.” Sua morte foi a consequência da sua vida e atividade dedicadas aos pobres e oprimidos, provocando a violência do Sistema baseado exclusivamente na riqueza e no poder. Este Sistema poderia ajudar se aceitasse o projeto de Deus que é amor e libertação, se confiasse na riqueza e no poder de Deus! A morte de Jesus também provocou de imediato situações de ruptura. Um exemplo foi a cortina do Templo que separa o Santo do Santo dos Santos. Era muito pesada, com cerca de 15m de altura, 10m de largura e uns 10 cm de espessura. Toda tecida com fios de puro linho e fios de ouro, bem compactada. Era o ápice do símbolo do Sistema econômico, político e religioso do povo Judeu. Esta cortina se rasga em duas partes. É a ruptura total entre o projeto de Jesus e a estrutura do projeto deste mundo. Foi ali, ao pé da Cruz que começa a conversão do mundo: O oficial romano convencido afirma: “… esse homem era mesmo o Filho de Deus!” O projeto de Deus se completa com a morte e ressurreição de Jesus e concretiza seu Reino entre os povos que continuarão a obra de Jesus.

                                                                                                         

                                 Fred Margonari – Membro da Pascom 




Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *