Search
Tuesday 22 September 2020
  • :
  • :

PASCOM Maria Serva do Senhor – 24 de Ago. de 2020

PASCOM MARIA SERVA COMEMORA 10 ANOS

A Pastoral da Comunicação celebra uma década de existência na Paróquia Maria Serva do Senhor

Eduardo Martins, Jornalista._________________________

Neste mês de agosto comemora-se dez anos da PASCOM Maria Serva. A data oficial do aniversário é 5 de agosto que coincide com o dia de nascimento de Nossa Senhora, conforme mensagens dela em Medjugorje, no Sul da Bósnia e Herzegovina.A Paróquia celebra os dez anos de existência da PASCOM com a participação e dedicação de membros atuantes, dispostos a contribuir com a evangelização dessa caminhada de muitos desafios.Na época, a Pastoral da Comunicação contou com o apoio do pároco João Carlos da Silva, que iniciou um trabalho de evangelização.

Quando o padre chegou à Paróquia Maria Serva do Senhor, no bairro Alípio de Melo, fez a primeira tentativa de elaborar um informativo paroquial, nascia então o primeiro editorial da igreja: “A PASCOM”.Segundo relatos, ele mesmo escreveu quatro páginas sobre o Natal/2009, agradecimentos aos dizimistas e a retrospectiva/2009. De acordo com Fred Margonari, membro atuante PASCOM, não houve continuidade no trabalho. “Durante nossas reuniões sugeri um informativo mensal, uns queriam de dois em dois meses, outros, semestral devido aos custos”, conta. Tudo começou, em julho de 2010, em uma primeira edição teste intitulada em latim:“Serva Domini”,que em português significa: “Serva do Senhor”.

No mês seguinte, em agosto,saiu outro exemplar, n°:01, mas, o padre João Carlos decidiu alterar o nome do informativo, para “Maria Serva do Senhor”, disse que ficaria melhor assim. Então, Maria Luiza Calantoni, esposa do Sr. Fred ficou encarregada junto a ele, de fazer as publicações do jornal impresso da igreja. “Por causa dos custos os primeiros informativos, saíram de dois em dois meses. A equipe era pequena e o jornal era praticamente artesanal. Enfim, decidimos mudar de gráfica e fazê-lo mensalmente”, disse. Depois de 1 ano, Mônica Oliveira, assumiu o comando da PASCOM tornando-a mais interativa, mas o Jornal ganhou destaque e cara nova com a chegada de Luciana Santandrea, que segundo Maria Luiza: “O informativo inicial foi crescendo e ganhando novas formas”, conclui.O tempo foi passando, e, novamente devido aos custos o jornal impresso foi interrompido.

Com a vinda do padre Gleición Adriano Silva, em 28/08/2016, para a Igreja criou-se um site mais moderno e atual e o Facebook.Ao logo do tempo, a pastoral participou de cursos e formações, está sempre em sintonia com a Forania São João e a RENSE (Região Episcopal Nossa Senhora da Esperança). Segundo Luciana Santandrea, a comunicação perpassa por todas as pastorais, equipes e movimentos. “Cuidamos com muito zelo dos slides das missas, avisos paroquiais, registramos com fotos, matérias jornalísticas, a caminhada das pastorais, acontecimentos dos setores assim como as datas importantes de nossa Paróquia como a Festa da Padroeira”, detalhou.

Este ano, devido à pandemia, a PASCOM Maria Serva teve que se reinventar através dos meios de comunicação. Para chegar às famílias da comunidade, as transmissões são realizadas através do empenho dos membros da Pastoral da Comunicação. Com a flexibilização do isolamento social, as missas voltam a ser realizadas presencialmente, mas com número reduzido de pessoas. Os trabalhos da PASCOM continuam com as transmissões online.

Luciana Santandrea, em entrevista fala sobre o enfrentamento à pandemia e os impactos desta transformação digital na PASCOM.

Como você avalia este momento de pandemia?

Luciana Santandrea“Momento muito delicado. Profundas reflexões. Perdas em todos os setores. Famílias enlutadas e desacreditadas”.

E a relação entre a PASCOM?

Luciana Santandrea “Está sendo de muita AÇÃO. As atividades setoriais tais como: encontros bíblicos, reza do terço, continuaram através das lives. As celebrações transmitidas pelas redes sociais da Maria Serva entram nas casas das pessoas levando a Palavra de Deus e a Comunhão Espiritual. Ainda com restrições de estarmos juntos dado a pandemia, mas, a tecnologia nos favoreceu e nos conectou mantendo esse elo na fé”.

Como a PASCOM está encarando essa transformação?

Luciana Santandrea “De forma desafiadora, positiva e gratificante no serviço do Reino. A equipe é comprometida. Todos contribuem na execução das atividades. A comunidade espera isso de nós e corresponde também nos motivando para fazermos o melhor e, juntos vencermos esse tempo difícil”.

Qual a sua expectativa para o Pós-Pandemia?

Luciana Santandrea “Não perder os avanços tecnológicos que conquistamos, como a criação de mais duas redes sociais o YouTube e Instagram”.

Acredita em alguma mudança nos desafios da PASCOM?

Luciana Santandrea “Sim. Aprendemos a nos reinventar com o que temos mantendo a centralidade no Cristo Ressuscitado sob a intercessão de Maria, a Serva do Senhor, pois, Jesus disse: “Vinde a mim todos vós que estais cansados sob os vossos fardos”.

Publicação: Pascom/Pastoral da Comunicação




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *